Programa Manejo de Recursos Naturais para a Agricultura Familiar
Objetivo
Aumentar a produtividade e a rentabilidade das pequenas propriedades, além de desenvolver grupos de agricultores familiares.
Ações
Capacitação técnica, apresentação de tecnologias sociais e valorização dos conhecimentos populares para ampliar a produção das comunidades, além de melhoria da infraestrutura utilizada.
Raio-X
O programa tem como pilar o desenvolvimento sustentável a partir da agricultura familiar. São repassadas aos sertanejos novas formas de manejo de recursos naturais importantes para consolidar a produção. Ao mesmo tempo, com a valorização de técnicas populares, fortalecemos suas identidades culturais.
A preservação, a conservação e a multiplicação das espécies, além da importância da variedade de sementes, são aplicadas nos Bancos de Sementes Comunitários. De forma rotativa, eles oferecem sementes para novas gerações de agricultores, além de segurança alimentar para as famílias.
Com o beneficiamento de frutas para extração e comercialização da polpa, o Cepfs influencia também nos hábitos alimentares da população, que passa a valorizar o suco de fruta natural.
Resultados
. Criação de 30 Bancos de Sementes Comunitários, com capacidade de armazenamento de 42 toneladas de grãos
. Apoio para implantação de 9,5 hectares de palma forrageira, do tipo Orelha de Elefante Mexicano, beneficiando 76 pessoas
. Apoio para implantação de 419 hortas com economia de água, beneficiando 2.508 pessoas para a produção de alimentos saudáveis.
. Mobilização e formação de 2.013 homens e 1.767 mulheres, com foco na criação e no fortalecimento de Bancos de Sementes Comunitários
. Mobilização e formação de 405 homens e 488 mulheres para o manejo adequado dos recursos naturais
. Mobilização e formação de 102 homens e 121 mulheres para a criação de pequenos animais
. Implantação de duas unidades de beneficiamento de frutas (extração de polpa), que beneficiam diretamente 10 famílias
. Capacitação de 64 homens e 129 mulheres para o processo de beneficiamento de frutas nativas
. Incentivo ao reflorestamento das unidades produtivas familiares com mudas frutíferas
. Acesso a políticas públicas através da venda de polpa ao PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar)
. Mudanças no hábito alimentar das famílias e dos alunos da rede pública municipal através de inserção da polpa de fruta no cardápio doméstico e na merenda escolar