Instituto Doar reconhece o CEPFS como uma das melhores ONGs do Brasil nos critérios de Gestão e Transparência

IMG-20181101-WA0107 (1)

Um motivo a mais para “Abraçar o Semiárido”

No último dia 01 de novembro, o Instituto Doar premiou 100 melhores ONGs do Brasil nos critérios de Gestão e Transparência, o cepfs foi uma das organizações premiadas, concorrendo com mais de 1.700 inscritas.

O prêmio Melhores ONGs foi criado pelo Instituto Doar para valorizar organizações filantrópicas que se destacam pelo trabalho em prol da sociedade com boas práticas de gestão e transparência.

O Instituto Doar tem por missão ampliar a cultura de doação no Brasil e, desde 2013, promove a conscientização de indivíduos e instituições através de ações exemplares, como dia nacional da doação (Dia de Doar), o Selo Doar (certificação para ONGs) e O Melhores ONGs.

O reconhecimento é de grande importância para garantir a credibilidade do CEPFS junto aos financiadores de projetos, doares de campanhas beneficentes, e a sociedade em geral.

José Dias Campos, coordenador executivo do cepfs destacou que a premiação é uma conquista coletiva: “consideramos que o reconhecimento é uma conquista coletiva que envolve esforços desde as famílias engajadas no trabalho desenvolvido, toda a equipe, as organizações parceiras de base local e os parceiros financiadores. Sem esse conjunto de forças não seria possível essa e muitas outras conquistas que já foram obtidas ao longo de sua trajetória de atuação”. 

Atualmente o CEPFS está participando da campanha Abrace o Brasil, da BrazilFoundation, através da campanha Abrace o Semiárido que é destinada a arrecadação de recursos para a construção de cisternas para famílias carentes da zona rural.

A campanha já recebeu doações de pessoas de diversas regiões do país. Com 55% da meta, restam 45% que deverá ser atingido até 27 de novembro, prazo final da campanha.

A premiação é mais um motivo para as pessoas confiarem na instituição e realizarem as suas doações através do link: abraceobrasil.org/cepfs.

 

CEPFS recebe visita de integrantes da Agência ponteAponte

IMG_1462

De 23 a 26 de outubro, o Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS recebeu Raquel Anõn e Sílvia da agência ponteAponte de São Paulo, que vieram acompanhar de perto as atividades desenvolvidas pelo projeto Horta Orgânica com Economia de Água e realizar Assessoria.

Raquel e Sílvia visitaram famílias e comunidades beneficiadas pelo projeto, acompanharam um diagnóstico do agroecossistema da unidade produtiva familiar de Edileide Fernandes da comunidade Catolé da Pista (Teixeira – PB), momento em que se fizeram presentes adolescentes e jovens engajados na associação comunitária.

Participaram de uma Oficina de Uso Sustentável dos Recursos Naturais, onde foi refletido sobre dificuldades e desafios que as famílias enfrentam no campo. Na oportunidade também foram trabalhadas as principais práticas de conservação do solo com ênfase para a preservação do meio ambiente através da produção sustentável que garante a segurança alimentar e nutricional das famílias.

Reunião com entidades parceiras do CEPFS e participação em programa de rádio também fizeram parte da agenda das visitantes.

Horta Orgânica com Economia de Água foi um dos seis projetos selecionados no edital Alimentação + Nutrição, do Movimento Coletivo em parceria com a ponteAponte.

A ponteAponte é uma empresa social focada no desenvolvimento sustentável.

Cepfs realiza diagnósticos através do Projeto Hortas Orgânicas com Economia de Água

IMG_3355

Após definição das comunidades e famílias a serem beneficiadas pelo projeto Hortas Orgânicas com Economia de Água, o Centro de Educação Popular Formação Social-CEPFS deu início a realização dos diagnósticos dos agroecossistemas das unidades produtivas das famílias.

O Diagnóstico é  uma ferramenta composta pela linha do tempo, com informações acerca da vida da família, travessia para construção do mapa da propriedade, o fluxo de produtos e insumos que a família produz, doa, vende ou compra dentro do seu agroecossistema a fim de identificar as potencialidades dos beneficiários (as).

Pelo projeto serão construídas 30 Hortas Orgânicas com Economia de Água, em comunidades rurais do município de Cacimbas, Teixeira e Matureia. A intenção é beneficiar famílias agricultoras que tenham potencial para a produção orgânica.

O projeto foi um dos seis selecionados no edital Alimentação + Nutrição do Movimento Coletivo, em parceria com a Ponte a Ponte.

“Este projeto chegou na hora certa porque no momento se fosse para construir as hortas com recursos próprios, eu não tinha condições. Nossa intenção é plantar para consumirmos alimentos saudáveis, mas, se houver excedente da produção iremos vender”.  Lêla Dantas, sítio Duvidoso, Matureia – PB.

 

Páginas: Anterior 1 2 3 4 5 ... 107 108 Próximo