CEPFS encerra projeto apoiado pela Misereor com momento de avaliação

 

1. ok

Na última sexta feira (01 de setembro), o Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS reuniu em sua área experimental, na comunidade Riacho das Moças, Matureia – PB, lideranças comunitárias, jovens, agricultores e agricultoras, de comunidades rurais dos municípios de Teixeira, Matureia e Imaculada para avaliar as ações desenvolvidas pelo projeto Sertão Agroecológico e Solidário.

Com a metodologia de Carrossel Temático os participantes avaliaram o projeto destacando os avanços, desafios e perspectivas no âmbito da formação, comunicação e fortalecimento dos Fundos Rotativos. A criação, reativação e qualificação no processo de gestão dos Fundos Rotativos Solidários foram algumas das principais conquistas alcançadas.

Outra ação destacada pelos participantes foi o apoio financeiro para os Fundos Rotativos Solidários de cinco comunidades dos municípios citados. Os recursos foram utilizados de acordo com as necessidades dos integrantes do grupo beneficiado. Construção de cisternas, reformas de telhados, construção de tanques e compra de portas, foram algumas das iniciativas apoiadas.

José Rêgo Neto, destacou a importância do projeto para o fortalecimento da dinâmica do Fundo Rotativo Solidário “foi um projeto muito importante, sobretudo no que se refere ao aprimoramento e ampliação da dinâmica dos Fundos Rotativos Solidários e fortalecimento da agricultura familiar no que se refere a produção de alimentos saudáveis, sempre numa perspectiva de sustentabilidade ambiental e empoderamento social”.

O projeto Sertão Agroecológico e Solidário foi apoiado pela MISEREOR, que é a Obra episcopal da igreja católica da Alemanha para a cooperação ao desenvolvimento.

Trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade comemoram o dia 1º de maio em Teixeira

2

Em clima de comemoração das conquistas adquiridas e também de protesto contra a reforma da previdência, trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade de Teixeira, participaram na noite de ontem, da celebração da santa missa, em comemoração ao dia 1º de Maio, dia do trabalho.

Agricultores, agricultoras, jovens, crianças, trabalhadores e trabalhadoras de diversas categorias, se concentraram em frente à sede do Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS, e seguiram em caminhada até a igreja Matriz de Santa Maria Madalena, onde aconteceu a celebração da santa missa.

Durante a caminhada e a missa os trabalhadores e as trabalhadoras expuseram faixas protestando contra a reforma da previdência do atual governo. Também apresentaram frutos do trabalho.

A comemoração do Dia do Trabalho foi realizada pela Paróquia de Santa Maria Madalena em parceria com o Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS e a União das Associações Comunitárias de Teixeira – UNACT.

O Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS agradece à todos os agricultores e agricultoras que se deslocaram de suas comunidades para participar deste momento celebrativo ao dia do trabalho.

 

 

CEPFS realiza oficina sobre gestão dos Fundos Rotativos Solidários

 

2Na última sexta feira, 17 de março de 2017, com a participação de lideranças, membros de comissões comunitárias dos Fundos Rotativos Solidários, integrantes da equipe técnica do CEPFS, além de agricultores e agricultoras, o Centro de Educação Popular e FormaçãoSocial – CEPFS realizou em sua Área Experimental, uma oficina sobre Gestão dos Fundos Rotativos Solidários.

A atividade teve como objetivo qualificar o processo de gestão dos Fundos Rotativos Solidários, a partir da identificação das  potencialidades e reflexão sobre os desafios existentes.  Entre as temáticas abordadas merecem destaque a prestação de contas e as formas de transparência exercitadas pelos FRS. As discussões originaram-se a partir das experiências dos Fundos Rotativos, dos resultados do diagnóstico realizado pelo projeto Sertão Agroecológico e Solidário (financiado pela Misereor) e da sistematização anual dos FRS.

A realização de prestação de contas mensal, reuniões especificas com as famílias que fazem parte dos FRS e a definição de um planejamento, foram algumas das iniciativas destacadas pelos participantes que podem favorecer a transparência e qualificar a gestão.

O segundo módulo da oficina será realizado no mês de abril com o objetivo de construir ferramentas que contribuam para que os Fundos Rotativos possam pôr em prática um processo de gestão mais qualificado e transparente.

Na oportunidade, também foi feita a escolha das comunidades a serem beneficiadas com 03 cisternas destinadas ao armazenamento de água para o consumo humano, que serão financiadas pelo CEPFS em parceria com a fábrica de calçados Cas Plus Water.

A atividade foi realizada através do projeto Sertão Agroecológico e Solidário, financiado pela Misereor, em parceria com o projeto Sertão Ecológico e Solidário que tem o apoio financeiro do Fundo Socioambiental da Caixa.

 

Páginas: 1 2 3 4 5 ... 98 99 Próximo